Segunda-feira, Novembro 19, 2018
Inicio > Loures > A Maioria e a Humildade que Bernardino Soares Não Tem em Loures

A Maioria e a Humildade que Bernardino Soares Não Tem em Loures

Crónica de Ricardo Leão, Presidente da CPC do PS-Loures, gravada em 1/Outubro de 2018 para mais uma edição do “Primeiro Plano”. Ao longo dos 24 minutos, Ricardo Leão centrou-se em dois temas essenciais: Análise à governança da CDU Um Ano depois das Eleições de Outubro de 2017 e O Orçamento Municipal de 2019.
Citando Ricardo Leão:

Um Ano depois das Eleições Autárquicas
A revitalização do Executivo da CDU é um reconhecimento do que o PS tem vindo a dizer. O afastamento do Executivo CDU da população. Um acomodamento aos lugares e a falta de visão para o concelho.
A lista da CDU foi mal feita e apenas um ano depois – a revitalização… e este termo é infeliz. Não fez a lista com o devido cuidado. Esta revitalização de Bernardino Soares é uma falta de sinceridade… é outra coisa qualquer.
António Pombinho substituído pelo chefe de gabinete do Presidente de Câmara e o Vereador passa a chefe de gabinete.

Orçamento Municipal para 2019
Temos de ser frontais. Deixe-mo-nos de jogos. Bernardino Soares tem de ter a capacidade de negociar, tem de ter a humildade suficiente para reconhecer que outros partidos têm uma opinião diferente da dele. Tem de ter a humildade para reconhecer que a população de Loures não lhe deu uma maioria absoluta. Tem de ter a humildade para reconhecer que o PS e o PSD elegeram Vereadores nesta Câmara Municipal – Tem uma responsabilidade autárquica para com os seus eleitores também. O PS elegeu 4 Vereadores tal como a CDU para a Câmara de Loures – O mesmo número de Vereadores para a Câmara.
O PS tem idêntica responsabilidade em fazer vingar o seu programa eleitoral porque foi sufragado na mesma medida do que o da CDU – esse sentimento o PS não perdeu nem vai perder neste mandato.
O PS acha que quem ganha governa. Ninguém aqui, anda à procura de fazer cair câmaras ou de fazer cair isto ou aquilo mas Governa (referindo-se a Bernardino Soares) com as Condições que os Munícipes Deram para a Governação deste Concelho.
Bernardino Soares não consegue governar uma Câmara tendo o exemplo que António Costa consegue governar um País fazendo pontes com o PCP e o BE?
Bernardino Soares só consegue governar com maiorias absolutas? Não tem a humildade suficiente para negociar com os restantes partidos?
Não tem humildade para reconhecer que os restantes partidos também têm ideias, também têm opiniões e também têm de prestar contas à população?

Na negociação do Orçamento (n.r. do Município de Loures) o PS não exigiu “mundos e fundos”. O PS o que exigiu foi o cumprimento de algumas coisas que no programa eleitoral estavam contempladas, deviam estar incluídas no próximo orçamento municipal. E não vale a pena fazer o jogo da vitimização – a população não gosta desse jogo.
Mais e Melhores Condições para as Juntas de Freguesia
Bernardino Soares ainda não reconheceu que não tem capacidade para fazer:
– Lavagem dos contentores e recolha dos Monos.
A população já viu que Bernardino Soares e os SIMAR não têm condições para fazerem um bom trabalho.
Dêem as condições às Juntas para que esse serviço, degradante como está, possa ser feito.
O que resolve o problema das pessoas é o PS com o ato de responsabilidade chegar-se ao pé de Bernardino Soares e dizer:
– Não conseguem fazer isto – Nós estamos cá e as nossas Juntas de Freguesia estão cá para ajudar.

Se Bernardino Soares não for de encontro à nossa pretensão ficará muito mal na foto.
As Juntas de Freguesia estão disponíveis para receber outro tipo de competências.

Segunda Linha para o Orçamento
As descidas do IMI ao longo do mandato.
Descida gradual do IRS (passar para 4,5%)

O PS Foi, É e Será um partido responsável. Quem ganha governa mas governa nas condições que a população quis.
O PS está disponível para fazer as pontes e não foi necessário ter pelouros na Câmara ou empregos nas empresas Municipais.


António Tavares | notícias@LisboaTV.pt

Os conteúdos publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus Autores. As opiniões expressas em cada artigo vinculam apenas os respectivos autores e não traduzem necessariamente a opinião dos demais autores da LisboaTV nem do Diretor ou do seu proprietário. A citação, transcrição ou reprodução dos conteúdos da LisboaTV estão sujeitas ao Código de Direito de Autor e Direitos Conexos. É proibida a reprodução ou compilação de conteúdos para qualquer fim, sem a expressa e prévia autorização da LisboaTV e dos respectivos Autores.