Segunda-feira, Novembro 19, 2018
Inicio > Loures > Executivo Comunista em Loures enfrenta Greve na Empresa Municipal GESLOURES

Executivo Comunista em Loures enfrenta Greve na Empresa Municipal GESLOURES

Já foi entregue pelo CESP – Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal,  afeto à CGTP, o pré-aviso de greve para 19 de Outubro em todas as instalações da Gesloures, Empresa Municipal de Loures.

A luta dos trabalhadores da Gesloures já levou à criação de um Grupo de Trabalho da Assembleia Municipal de Loures para a defesa e acompanhamento dos trabalhadores da Gesloures. O deputado municipal do PPM, Bruno Nunes, e o deputado municipal Carlos Moreira do PS, destacaram-se pelo seu trabalho em defesa dos trabalhadores da Gesloures.

Bem recentemente os trabalhadores da Gesloures viram satisfeita uma das suas reivindicações com o pagamento das horas extra referentes a 2016, 2017 e 2018.

Refira-se que o administrador da Gesloures é o vice-presidente do executivo comunista da Câmara de Loures, Paulo Piteira, que também recentemente passou a pertencer à administração dos SIMAR – Serviços Intermunicipalizados de Águas e Resíduos, cuja gestão na recolha dos resíduos e monos nos concelhos de Odivelas e Loures tem vindo a ser muito criticada pelas populações e por todos os partidos da Oposição ao PCP.

Os objetivos da greve são:

  • Exigir o cumprimento das obrigações legais decorrentes da aplicação das leis  42/2016 de 28 de Dezembro de 2016 e nº 114/2017 de 28 de Dezembro de 2017.
  • Exigir o cumprimento do acordo de empresa em vigor.

António Tavares | noticias@lisboatv.pt

Os conteúdos publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus Autores. As opiniões expressas em cada artigo vinculam apenas os respectivos autores e não traduzem necessariamente a opinião dos demais autores da LisboaTV nem do Diretor ou do seu proprietário. A citação, transcrição ou reprodução dos conteúdos da LisboaTV estão sujeitas ao Código de Direito de Autor e Direitos Conexos. É proibida a reprodução ou compilação de conteúdos para qualquer fim, sem a expressa e prévia autorização da LisboaTV e dos respectivos Autores.